Tipos de dispositivos antifurto para proteger seu veículo

Sabia que há vários dispositivos antifurto para proteger seu veículo? Veja aqui os modelos e esteja protegido em todos os momentos.

Os motoristas brasileiros têm investido, cada vez mais, em outras opções para garantir a proteção do seu veículo, que vão além do tradicional seguro automotivo.
Hoje em dia, os equipamentos de segurança ajudam a reduzir os riscos ao veículo, mas, também, contribuem com outras facilidades e funcionalidades, como monitoramento de localização e alertas gerais – inclusive, alguns relacionados com a manutenção regular do veículo, como a troca de óleo, por exemplo.

Abaixo, você confere uma lista com os equipamentos mais populares para, assim, ter uma noção mais aprofundada de quais deles podem auxiliar melhor você, condutor, que deseja o melhor para o seu veículo.
(Fonte: http://flatoutcombr.c.presscdn.com/wp-content/uploads/2014/07/Car-Keys-or-Locking-Locksmith.jpg)
Os melhores dispositivos e equipamentos para proteger o veículo

Bloqueador: considerado um dos equipamentos mais básicos de segurança automotiva, nem por isso o bloqueador é uma opção desagradável para o condutor. Com ele, o dispositivo realiza um bloqueio da ignição ou, ainda, da bomba de combustível, além de alertar os arredores de que há algo errado. Muitos já devem ter se deparado com a voz mecânica sinalizando que “… Este veículo está sendo roubado e é monitorado…”.
Com um custo médio de R$ 1.000, o bloqueador tem um valor adicional mensal, que não tende a ultrapassar os R$ 50. Tais custos tornam o aparelho um dos mais populares na proteção veicular.

(Fonte: http://static.salaodocarro.com.br/_upload/content/2012/09/29/alarmes-5066f81e71062.jpg)

Localizadores: o localizador não possui muitos segredos quanto a sua funcionalidade principal, que é a de localizar o veículo após um furto ou roubo. Ele tem início a partir do momento em que o proprietário sinaliza à central de atendimento da empresa contratada o crime, que envia uma equipe ao local informado pela tecnologia do dispositivo.
A desvantagem do localizador é que o sistema só tem início assim que é informado o crime, o que não gera histórico e tampouco refaz a trajetória do veículo até o seu ponto final. Seu preço mantém a média do bloqueador, ficando entre R$ 1.000, mas com mensalidades que podem chegar a até R$ 60.
Rastreadores: considerado o dispositivo mais moderno e eficiente, entre os três citados neste artigo, o rastreador possui uma função muito similar à do localizador, com a diferença de que o rastreadornão necessita de um acionamento do cliente com a central de atendimento, para iniciar o processo de localização do veículo.
Isso permite um acompanhamento mais preciso de onde o veículo passou, desde o momento em que foi roubado, até o momento em que a equipe da empresa contratada chegar ao local.
O que pode desviar o interesse do consumidor, com relação ao rastreador, é o seu custo final para o proprietário. Ele tem um preço médio que pode ir do mínimo de R$ 6.000 a até R$ 10.000.
Além disso, é cobrada uma mensalidade variável, que gira em torno de R$ 250, aproximadamente, com serviços opcionais diversos. Entre eles, um dos mais populares e requisitados é o de monitoramento do veículo por meio da internet e alertas variados, como os já citados, anteriormente, de manutenção preventiva do veículo, como os pneus ou mesmo a troca de óleo.

Related posts

Leave a Comment